Wagner entrega certificado de 100 mil atendimentos do Saúde em Movimento para moradora de Miguel Calmon

A aposentada Joventina Barros Carneiro, 90 anos, moradora da zona rural de Miguel Calmon, há mais de 10 anos ficou sem enxergar. Percebeu o problema quando estava fazendo roupa de crochê. A visão escureceu e não conseguia continuar a sua atividade, que aprendeu ainda jovem. “Parecia que tinha areia e enxergava tudo turvo. Mas não ligava. Pra mim era coisa de velho. Só fui me preocupar quando quase cair ao entrar no meu quarto. Eu disse: Ai Jesus! Vou cair”. A aposentada foi em vários oftalmologistas, até diagnosticar catarata. Mas, sem dinheiro para pagar a cirurgia, o problema avançou comprometendo a sua visão, passando a depender dos filhos para caminhar.

Na última segunda-feira (22), a dona-de-casa voltou a enxergar novamente, após se submeter à cirurgia oferecida pelo Programa Saúde em Movimento, do Governo do Estado. Ela foi a paciente de número 100 mil atendida pelo programa e após receber das mãos do próprio governador Jaques Wagner o certificado por ter sido a paciente 100 do Programa Saúde em Movimento afirmou emocionada. “Meu filho comprou um guarda-roupa que eu não conseguia ver a cor. Hoje, já sei que ele é amarelinho. Antes eu fazia minhas cartas, lia revistas e depois da doença deixei de fazer tudo isto. Agora, depois de quatro dias da cirurgia, já voltei a ler. E sei até o que está escrito nesta camisa”, disse apontando para a blusa do programa que dizia: ‘100 mil atendimentos’. “É muito bom ver o dia clareando novamente”, complementou com um sorriso no rosto.

O Programa Saúde em Movimento já beneficiou, até este sábado (27), quando começou a atender o município de Miguel Calmon, cerca de 110 mil pessoas, desde que foi iniciado em outubro do ano passado. Miguel Calmon, a 368 quilômetros de Salvador, no território de identidade Piemonte do Paraguaçu, é o sexto a receber a ação, que já foi realizada em: Mortugaba, Caetité, Ituaçu, Itapetinga e Gandú.

Além de beneficiar moradores do município, o programa atende população de cidades adjacentes. São prestados serviços de consultas, exames e cirurgias. A prioridade são os alunos do Programa Todos pela Alfabetização (Topa), que ainda recebem óculos de grau gratuitamente, caso seja necessário.

O governador Jaques Wagner explica que resolveu dar prioridade aos alunos do Topa porque a Secretaria Estadual de Educação identificou que os alunos do programa educacional tinham dificuldades para aprender, devido a problemas relacionados à visão. “Isto mostra bem a cara de nosso governo, que é fazer mais por quem mais precisa. Este programa é um sucesso. As pessoas sentem que são tratadas com respeito, dignidade, cidadania. Descobrimos que era necessário um programa deste na avaliação do TOPA, porque os professores se deram conta de que muita gente não conseguia aprender porque apresentavam algum tipo de problema de visão”.

%d blogueiros gostam disto: