Wagner defende movimento sem terra, mas com produção

Ao falar hoje para centenas de integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra em Iramaia e Itaetê, onde entregou 29,7 quilômetros da BA 131 totalmente recuperados, o governador Jaques Wagner defendeu o movimento, desde que feito com responsabilidade. "Não adianta ocupar a terra e viver de cestas básicas. O importante é que os assentamentos se organizem e produzam bens para a comunidade, porque é isso o que justifica a posse da terra", disse. Logo após, foi aplaudido pelos integrantes do MST que entoaram repetidamente o lema do movimento: "ocupar, resistir, produzir".

Milhares de pessoas participaram da cerimônia de entrega da rodovia, uma antiga reivindicação da população local, agora atendida.

%d blogueiros gostam disto: