Wagner propôs união dos estados nordestinos em prol da produção de mel

Uma noite adocicada pelo 1º Congresso Nordestino de Apicultura e Meliponicultura e Feira da Cadeia Apícola marcou as horas finais da agenda do governador Jaques Wagner nesta quarta-feira, no Bahia Othon Palace, em Ondina.

Diante de uma platéia atenta ao seu pronunciamento, Wagner deu as boas vindas aos visitantes dos demais estados nordestinos e fez uma análise da contradição nordestina a partir da constatação de que apesar de produzirmos 33% do mel consumido no país, obtermos apenas 22% dos dividendos adquiridos da comercialização final do produto.

“Está é uma oportunidade única de inverter está lógica, e vou trabalhar por isso, que os apicultores são daqui organizados regionalmente”, arrematou Wagner. O evento reuniu empresários, pesquisadores e criadores.

Na Bahia, o governo estadual já entregou 28 casas do mel e já cadastrou pela Secretaria da Agricultura 10 mil apicultores e 38 estabelecimentos com inspeção. O trabalho diagnosticou uma produção anual de 2,2 mil toneladas e a geração de 600 empregos diretos nas indústrias.

mel

%d blogueiros gostam disto: